Resenha do texto: Educação e Edificação da Integridade Coletiva de Mário Sérgio Cortella

O ser humano precisa viver dentro de uma coletividade, colocando suas ideias progressivas, em compartilhamento social. Já os animais vivem em grupos, mas não sabem compartilhar.

De modo geral, temos uma forma de viver “politicamente correta” onde cada pessoa deveria se responsabilizar pelos seus atos, sua forma de agir, pensar, opinar. Vivemos em um mundo onde a coletividade tem que ser respeitada, assim como nossos costumes, gestos, afazeres.

Muitas vezes nos comprometemos com algo que não nos compete, mas pelo fato de falarmos sempre o sim, acabamos de entrar em uma situação que não nos favorece.

É importante dizermos não, para sabermos impor limites. Um é exemplo é a mãe que não diz não ao filho, com isso ela não saberá como impor limites em determinadas situações.

Ter criatividade, saber conduzir, saber argumentar para a criança entender que tudo posso, mas nem tudo me convém ainda é uma solução plausível e uma conduta que deve ser praticada para o bem comum.

ALUNOS: Catarine Estéfany, Jasson de Guimarães, Jéssika Nascimento e Rosimery Ipólito.
Compartilhe

Um pensamento em “Resenha do texto: Educação e Edificação da Integridade Coletiva de Mário Sérgio Cortella”

Deixe uma resposta para Silvana Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *