Os Ideais que Permeiam a Vida de um Educador

As nossas escolhas são geralmente duvidosas, pois os obstáculos às vezes nos confundem tornando-nos pensativos.

Isto acontece durante o processo de desenvolvimento, e o mais preocupante, é com a escolha de uma profissão consciente. É o caminho a seguir, um   futuro, enfim, o direcionamento da nossa vida. Algo preocupante, decisão séria, que num primeiro momento, não podemos falhar.

Nós, que optamos pelo magistério temos a obrigação de investir fortemente na educação dos nossos   jovens incentivando-os a serem cumpridores das suas obrigações, a serem íntegros no cumprimento das suas tarefas, utilizamos metodologias de ensino que lhes deem autonomia para transformar a educação do nosso país.

Buscamos a teoria através de tantos líderes, muitos já se foram e nos deixaram um legado de experiências sábias, que serão lembradas a cada semestre, mas continuamos almejando que essas mudanças de posturas sejam absorvidas através do seu comportamento, das suas ações e que lhes sirvam de base para resgatar valores adormecidos.

O que é ser professor numa contemporaneidade? Como administrar carga horária, responsabilidades pela formação de tantos estudantes que buscam avidamente por uma qualificação no mercado de trabalho? Temos de um lado a formação humana tão importante para que os valores essenciais não se percam, temos a evolução tecnológica igualmente importante contribuindo para que a ciência se torne mais eficaz, o trabalho mais produtivo aguçando a curiosidade dos nossos jovens.

Quero crer, que as ações pedagógicas desenvolvidas no ambiente escolar marcarão uma trajetória, mas, o que ficará na lembrança será por aquele que deixar um legado de autonomia e independência, para que administrem os seus conflitos enriquecendo a sua sabedoria e curiosidade.

Tudo vai se aprimorando buscando um maior equilíbrio, para que outros hábitos sejam adquiridos e a valorização do ser humano possa ser igualmente reconhecida e aprimorada.

O professor que insistir no seu papel de fonte e transmissor de conhecimento está fadado a ser dispensado pelos alunos, pela escola e pela sociedade em geral. O novo papel do professor será o de gerenciar, de facilitar o processo de aprendizagem e, naturalmente, de interagir com o aluno na produção e na crítica de novos conhecimentos, e isso é essencialmente o que justifica a pesquisa. (Ubiratan Ambrósio, 2012).

A paciência é uma virtude, pois temos que absorver, aceitar e torcer para que nossos ideais não se dispersem e sejam apagados, que possamos contribuir com os valores que enaltecem o ser humano, e, principalmente deixar depoimentos que elevem à vida do educador, que um dia poderá em nosso país ser mais reconhecido e lembrado.

Por vezes sentimos que aquilo que fazemos não é senão uma gota de água no mar. Mas o mar seria menor se lhe faltasse uma gota. Madre Teresa de Calcutá.

Temos a obrigação de nos espelhar com essas palavras e transformar os nossos momentos reflexivos em ações, que certamente contribuirão para que o ideal que nos move continue com a chama acesa e a certeza que estamos fazendo o melhor.

Fui motivada a escrever esse texto como um sinal de agradecimento pelo reencontro de alguns jovens alunos, hoje adultos, com suas famílias formadas resgatando algo tão precioso: as lembranças que se tornaram permanentes.  Alguns, às vezes esqueceram que um dia, longínquo tiveram alguém que os acompanhou, mas para outros reverem o passado, é sinônimo de vida, de história e de herança cultural.

Em um vídeo falei da importância que é ser pedagogo. Somos formadores de tantos profissionais, que hoje espalhados pelo Brasil e fora dele, nos deram o privilégio de interagir em uma fase da sua vida.

Eu, particularmente participo de um grupo onde foram meus alunos no infantil e fundamental, e que me dão o privilégio, hoje, de poder acompanhar a sua trajetória. É muito bom ver que o tempo segue o seu percurso, mas a semente que plantamos germinou, e certamente, com a contribuição da família e de outros mestres, o objetivo foi alcançado, e a educação mais uma vez cumpriu com os seus desígnios.

Será que hoje os nossos alunos se orgulharão dos seus professores pela incansável luta em fazer com que o conhecimento seja tão importante como o ar que respiram?

Somente o tempo nos dirá, e quiçá sejamos lembrados com ternura das cobranças feitas, das palavras desafiadoras e da prova final que o fez refletir que educação é compromisso sério, e que o vento soprará a favor de quem um dia teve a oportunidade de ter sido desafiado.

A vocês meus eternos ex-alunos, minha fonte de inspiração, muito obrigada!

 

Professora Me. Mariluce Gozzi Stein
Compartilhe

3 pensamentos em “Os Ideais que Permeiam a Vida de um Educador”

  1. Texto maravilhoso, um verdadeiro ser encantado pelo profissionalismo, cada dia me encanto pelo simples fato de ter pessoas motivadas pela educação!

  2. Parabéns pelo seu texto, em especial este parágrafo: Somente o tempo nos dirá, e quiçá sejamos lembrados com ternura das cobranças feitas, das palavras desafiadoras e da prova final que o fez refletir que educação é compromisso sério, e que o vento soprará a favor de quem um dia teve a oportunidade de ter sido desafiado. Serve de apredizando, penso eu que uma das maiores gratificações é descobrir que algo que foi ensinado por um professor teve valor no cotidiano da pessoa e ainda assim a pessoa lembrar e dizer: “Bem que minha professora falou”.

  3. Top,sua explanação sobre questões tão discutidas entre profissionais desta área,e que merecem por certo , toda atenção das pessoas que têm comprometimento em resolvê- las.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *